HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Vitória 0 x 1 Santos 2014 – O fim de uma tragédia anunciada

Card image

Créditos:

O que dizer do Esporte Clube Vitória. Esse time que nos proporciona partidas e campeonatos memoráveis, mas pouco depois nos lembra porque não vai para a frente e cada vez mais dá sentido a aquela faixa que passa todo jogo no Barradão escrita: “Problema com drogas?”

Mas porque eu faço essa injeção? Vamos contextualizar então. 2013 foi um ano mágico. O Vitória foi campeão baiano com goleadas históricas, teve seus percalços nas competições mata mata, mas foi uma das sensações do campeonato brasileiro e fez a melhor campanha de um nordestino nos pontos corridos. Corta para 2014. Perde o baiano sendo dominado pela sardinha, é humilhado pelo Ceará na Copa do Nordeste (Novidade…), cai na primeira fase da Copa do Brasil e faz um Brasileiro ridículo sendo rebaixado.

E é sobre esse rebaixamento e especificamente sobre o último jogo que vou falar. Mas vamos contextualizar antes: O Vitória começa o Brasileirão com uma vitória em nove jogos que é quando ocorre a parada da copa. Vira o turno como lanterna. E passa o campeonato inteiro naquela briga contando com uma goleada na penúltima rodada sofrida para o Flamengo que nos deixa um ponto a frente do Bahia e um atrás do 16º colocado Palmeiras com os três jogos da última rodada acontecendo simultaneamente. Palmeiras x Atlético/PR, Vitória x Santos e Coritiba x Bahia com uma matemática simples para nós, ganhar e o verdão não ganhar.

Primeiro veio um gol da sardinha no Sul e depois um gol do CAP em São Paulo. Com esses resultados o time de Itinga se salvava. Mas o Palmeiras logo empatou e, enquanto isso, nada de interessante acontecia no Barradão e o tempo passava. Vitória sem criar nada e o Santos jogando com a mesma vontade que eu tenho de acordar às segundas feiras. E nessa brincadeira o tempo ia passando, os times iam não criando, o Vitória dependia do craque paraguaio GUILLERMO BELTRAN (Em caixa alta para entendermos a “genialidade” dele) até que veio o momento fatal. 49 do segundo tempo, erro de passe, contra ataque e Thiago Ribeiro enterra qualquer esperança e joga a ultima pá de cal no moribundo ECV e cria oficialmente o Thiago Ribeiro day.

Além disso, vale lembrar da entrevista pós jogo onde Carlos Falcão e trupe aparecem com uma camisa que continha a seguinte frase “Meu amor pelo Leão não tem divisão” (Como mostra a foto que ilustra o post) e uma carta que foi divulgada no site oficial evidenciando que a queda já era esperada. TRISTE VITÓRIA!

Ver mais

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade