HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Magrão: o maior goleiro da história do Sport

Card image

Créditos: Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

Natural de São Paulo, Alessandro Beti Rosa, mais conhecido como Magrão, é considerado por grande parte da torcida do Sport, como o maior jogador da história do rubro-negro pernambucano. A história do goleiro se confunde com a do clube e é impossível não se lembrar dele quando se trata do Sport. E é um pouco dessa história que vamos contar por aqui.

Após passagens apagadas por diversos clubes, Magrão chega ao Sport sem o status de grande goleiro, tanto que nos primeiros 3 anos, sofreu com a instabilidade na posição, perdendo as disputas na titularidade para Maizena, Gustavo e Cléber, respectivamente. Apenas no final de 2007, com grandes atuações, é que Magrão começou de verdade sua história no clube.

Em 2008, ano mais do que especial para o Sport, a idolatria foi finalmente estabelecida, já que o goleiro teve papel fundamental no título da Copa do Brasil, um dos maiores títulos do clube e que contou com uma trajetória incrível de um elenco até então desacreditado por muitos, batendo grandes clubes como Palmeiras, Internacional, Vasco e Corinthians. Especialmente contra este último, no segundo jogo da final, tirou dos pés de Acosta, atacante alvinegro, a chance fazer o gol e frustrar a alegria dos rubro-negros.

O título deu uma vaga na Libertadores, competição que o clube não disputava há 20 anos. Novamente o goleiro mostrou qualidade, sendo decisivo inclusive para a histórica vitória do Sport contra o Colo Colo em Santiago. Apesar da boa campanha, o resto do ano não foi bom e o clube acabou amargando o rebaixamento para a Série B.

Daí em diante, o clube viveu altos e baixos, mas mesmo assim, Magrão se manteve firme no Sport. Obviamente, a idade chega para todos e o ídolo rubro-negro foi várias vezes deixado no banco para nomes como Danilo Fernandes e Maílson, prata da casa.

Em 2019, Magrão se despediu do futebol de forma conturbada em meio a desentendimentos com a diretoria rubro-negra, mas deixou uma história rica em 732 jogos, além de ter conquistado naquele ano, o seu 10º título, ultrapassando assim o atacante Leonardo, outro ídolo do Sport, como o maior campeão pelo clube.

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade